Quatro dicas para começar o ano de bem com a vida

    
O ano novo está se iniciando e com ele vem aquela velha promessa: “agora vou começar a treinar e a me cuidar". Tomara que, realmente, isso se torne realidade, porque todos nós sabemos os benefícios que a atividade física orientada traz para a saúde e aparência.

Por isso, aqui vão quatro dicas preciosas para você cumprir essa promessa com eficácia e segurança:

• Reflita sobre qual o seu objetivo com o exercício e procure informações do melhor treinamento para conseguir atingi-lo

• Realize um exame médico minucioso para uma avaliação de todo o seu estado físico, como: pressão arterial, glicemia, frequência cardíaca e análises hormonais. Faça também uma avaliação ortopédica, para saber as possibilidades e anatomia do seu corpo

• Procure profissionais gabaritados, educadores físicos com experiência e especializações. Você merece sempre os melhores serviços, afinal é muito importante o seu desenvolvimento saudável e a sua segurança

• É fundamental escolher bem o local que você vai executar esses treinamentos, academias organizadas, com bons profissionais, climatizadas, limpas e, principalmente, com bons aparelhos

Dito isso, nada de descumprir promessa! Aproveite as boas energias do novo ano e persista nos seus objetivos!

Para mais informações e dicas de treinamento e alimentação, acesse o blog: fesampaio.com.br

Felipe Sampaio, personal Salus


Entendendo as cãibras

    


Quando nos exercitamos, suamos para manter a temperatura corporal. No suor perdemos água e sais. Essa perda leva à desidratação e altera a concentração de sais, como sódio, cloro e potássio, em nosso sangue.
 

Uma vez que a excitabilidade das células musculares depende da concentração de sais, alterações eletrolíticas que acompanham o suor excessivo podem fazer com que os músculos se tornem hiperexcitáveis e mais propensos a se contrair involuntariamente, causando as dolorosas cãibras.
 

Para evitar o problema, alongue e aqueça a musculatura antes de iniciar a atividade física, beba água regularmente, faça uso de isotônicos e mantenha uma dieta equilibrada.
 

Felipe Sampaio, personal Salus



Benefícios do treinamento de luta

    

Está estressado? Que tal um soquinho aqui, um chutinho ali?

O treinamento de luta é excelente para extravasar. Os movimentos de socos e chutes funcionam como se você deixasse de lado os seus problemas.

Além disso, é ótimo para melhorar o condicionamento físico, pois o gasto calórico é muito alto.

Existem várias modalidades, como boxe, muay thai, karatê e judô, dentre outras. Encontre a sua melhor opção e mãos e pés à obra!

Felipe Sampaio, personal Salus


Quatro exercícios para turbinar os glúteos

    

Toda mulher deseja ter glúteos durinhos e bem torneados. O único exercício que atinge esse objetivo é a musculação. Para ajudar na conquista do bumbum perfeito, aqui vão algumas dicas de treino:


• Agachamento: pode ser livre ou no smith, aquela barra nas costas. Mantenha os pés paralelos e agache a 90 graus. Faça 3 séries de 10 movimentos pesados

• Stiff: pode ser feito com barra ou halteres. Segure com a abertura alinhada aos ombros. Flexione o tronco e volte, mas muito cuidado com a curvatura na região lombar. Repita 3 séries de 10 movimentos

• Leg press unilateral: sentada, encoste bem a coluna e empurre o leg com uma perna só. Faça 3 séries de 10 movimentos. Depois, repita o mesmo processo na outra perna

• Elevação de quadril: deitada, com as costas no chão, coloque um peso na barriga. Eleve e desça o quadril em 3 séries de 10 movimentos

Lembre-se: para um treino saudável e responsável, é muito importante fazer os exercícios sob a supervisão de um especialista. Leve essas dicas ao seu professor ou consulte a Salus para mais orientações.


Felipe Sampaio, personal Salus



Radicais livres e exercícios

    

Você sabe o que são radicais livres e o que eles têm a ver com a atividade física?
Quimicamente falando, são átomos ou moléculas que apresentam um número ímpar de elétrons em sua última camada eletrônica, ficando um coitado sempre sozinho.

Como ninguém gosta de ficar só, esse elétron órfão sai em busca de um parceiro e começa a reagir com qualquer coisa que esteja à sua frente, causando danos a essa molécula.

Nós temos duas espécies de radicais livres em nosso organismo: as reativas de nitrogênio e as reativas de oxigênio, estas chamadas de EROs.

As EROs são produtos naturais dos processos oxidativos que ocorrem em nossas células, nas mitocôndrias, locais em que elas extraem energia dos alimentos. Ou seja, quando produzimos energia, consequentemente, produzimos radicais livres.

A atividade física de grande intensidade aumenta o consumo de oxigênio no corpo, liberando esses danados. Por isso, muitos atletas têm uma dieta rica em frutas e legumes, para ajudar no combate aos radicais livres.

Mas isso não é desculpa para não treinar. Há maneiras de neutralizar o problema. Quer saber como? Fale conosco.

Felipe Sampaio, personal Salus


Suplementação de creatina: antes ou após o treino?

    

Vários estudos apontam que a suplementação de creatina melhora a performance dos treinos, em especial os de força, sendo eficaz no ganho de massa corporal.

Sua ingestão pode ser tanto antes quanto após o treino, mas qual será o melhor horário para o seu consumo?

Um estudo publicado no Journal of the International Society of Sports Nutrition, em 2013, dividiu 19 fisiculturistas recreativos em dois grupos, um que tomou o suplemento antes do treino e o outro depois, durante quatro semanas.

O resultado foi que a ingestão no pós-treino leva a um maior ganho de força e massa muscular. Contudo, não se sabe ao certo o porquê disso. Segundo os autores do estudo, após o treino há um aproveitamento melhor, pelo organismo, de suplementos compostos por aminoácidos.

Outra hipótese para o resultado obtido é que os indivíduos estudados já ingeriam grandes quantidades de proteínas, o que possibilita um armazenamento maior de creatina intramuscular.

Quer mais informações sobre um bom treino, como se alimentar antes e depois e dicas para aumentar os resultados? Fale conosco
 

Felipe Sampaio, personal Salus


Como ter uma alimentação saudável

    

Já ouviu aquela frase "você é o que você come”? E aí? O que você é? Uma pessoa saudável ou viciada em fast-food?

Preocupado com o prato do brasileiro, o Ministério da Saúde elaborou um guia para que a população se alimente de forma mais saudável. São apenas dez dicas. Olha só:

1. Fazer dos produtos in natura a base da sua alimentação

2. Utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar

3. Diminuir o consumo de alimentos processados

4. Evitar o consumo de alimentos ultraprocessados

5. Comer com regularidade em ambientes apropriados

6. Fazer compras em locais que ofertem alimentos in natura e pouco processados

7. Desenvolver, executar e partilhar habilidades culinárias

8. Planejar o uso do seu tempo para dar à alimentação o espaço que ela merece

9. Dar preferência, quando fora de casa, a locais que servem refeições feitas na hora

10. Ser crítico quanto a informações sobre alimentos veiculadas em propagandas comerciais

Além dessas dicas, não se esqueça de que uma vida saudável vai além de uma boa alimentação. É preciso sair do sedentarismo e ter uma rotina de atividades físicas.

O Programa de Saúde Salus ensina a você tudo isso. Converse com a gente.